Agência da ONU alerta para aumento do número de crianças desaparecidas na RD Congo; vídeo

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

As duas filhas de Elizabeth foram sequestradas por grupos rebeldes na República Democrática do Congo. Ela ficou cerca de um ano procurando as meninas, sem nenhum sucesso. Segundo a Agência das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), a região de Tanganyika passa por uma crise humanitária devido a anos de confrontos entre diferentes grupos étnicos e as forças do governo.


Mais notícias de:

Comente

comentários