Agência da ONU afirma que SUS representa conquista democrática

A representante da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) no Brasil, Socorro Gross, afirmou no domingo (4) que o Sistema Único de Saúde (SUS) “tem raízes em valores e princípios intrinsecamente ligados ao que representa a democracia: a proteção dos direitos humanos fundamentais”.

A especialista participou em Brasília (DF) da abertura da 16ª Conferência Nacional de Saúde, evento dedicado à participação social na gestão da saúde pública.

Abertura da 16ª Conferência Nacional de Saúde, com representantes do Ministério da Saúde, do Conselho Nacional de Saúde, da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e de outras instituições. Foto: Ministério da Saúde/Erasmo Salomão

Abertura da 16ª Conferência Nacional de Saúde, com representantes do Ministério da Saúde, do Conselho Nacional de Saúde, da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e de outras instituições. Foto: Ministério da Saúde/Erasmo Salomão

A representante da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) no Brasil, Socorro Gross, afirmou no domingo (4) que o Sistema Único de Saúde (SUS) representa uma conquista democrática para o país. A especialista participou em Brasília (DF) da abertura da 16ª Conferência Nacional de Saúde, evento dedicado à participação social na gestão da saúde pública.

“O SUS é a concretização do direito da população brasileira a ter uma vida melhor, mais justa, mais digna, mais feliz. Ele é resultado de um importante processo democrático, que reconhece que todas e todos podem realizar o seu direito ao mais alto padrão possível de saúde”, disse Socorro em discurso para mais de 5 mil pessoas.

Em 2019, o tema da Conferência Nacional de Saúde é “Democracia e Saúde”. O evento é organizado pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS) e realizado pelo Ministério da Saúde.

“Além de ser um dos maiores, mais complexos e mais invejados sistemas públicos de saúde do mundo, o SUS tem raízes em valores e princípios intrinsecamente ligados ao que representa a democracia: a proteção dos direitos humanos fundamentais”, acrescentou Socorro.

A representante da OPAS contou que teve a oportunidade de trabalhar em vários países das Américas e conhecer diversos sistemas de saúde. Na avaliação da especialista, o SUS tem um diferencial na comparação com outras redes nacionais por promover a participação social — considerada por Socorro como o alicerce para a saúde universal.

Sobre a Conferência Nacional de Saúde

A 16ª Conferência Nacional de Saúde lembra a oitava edição do evento, realizada em 1986 e responsável por definir as bases para o estabelecimento do SUS na Constituição de 1988.

O relatório final da conferência será usado na elaboração do Plano Plurianual 2020-2023 e do Plano Nacional de Saúde.


Comente

comentários