Acre adere a projeto do UNICEF que busca reduzir evasão escolar no estado

A Secretaria de Educação do Acre realiza em 1º de outubro a solenidade de adesão à iniciativa Busca Ativa Escolar, ação que é parte da campanha Fora da Escola Não Pode!, realizada por Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e parceiros.

Com a adesão, o Acre apoiará as redes municipais de ensino, fortalecendo a aprendizagem do estudante desde a educação infantil para que ele chegue ao ensino médio com as habilidades necessárias à sua formação.

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD/2015), mais de 26.103 crianças encontravam-se fora da escola no Acre (11,3%) e, de acordo com o Censo Escolar, 49.970 (26,9%) estavam em situação de distorção idade-série.

Escola em Rio Branco, no Acre. Foto: UNICEF/Ratão Diniz

Escola em Rio Branco, no Acre. Foto: UNICEF/Ratão Diniz

A Secretaria de Educação do Acre realiza em 1º de outubro a solenidade de adesão à iniciativa Busca Ativa Escolar, ação que é parte da campanha Fora da Escola Não Pode!, realizada por Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), União dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME), Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS) e Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (CONGEMAS).

A Busca Ativa Escolar é uma das ferramentas que o governo do estado adotará para implementar a iniciativa e ampliar a escala de seus impactos.

A solenidade contará com a presença de Wherles Rocha, vice-governador do Acre; Mauro Sérgio Cruz, secretário estadual de Educação, Cultura e Esporte; Clarie Maria C. Cameli, secretária estadual de Assistência Social dos Direitos Humanos e das Políticas para as Mulheres; Mônica Machado, secretária estadual de Saúde; Paulo Cézar R. dos Santos, secretário estadual de Justiça e Segurança Pública; Iris Célia C. Zanini, presidente do Conselho Estadual de Educação.

Outros presentes incluem Nicolau Junior, presidente da Assembleia Legislativa do Estado; Ricardo Coelho de Carvalho, promotor de Justiça Especializada de Defesa da Educação de Rio Branco (MPAC), Anyoli Sanabria, coordenadora do UNICEF no território Amazônico; além de secretários(as) municipais e coordenadores dos núcleos da Secretaria de Educação estadual, entre outras autoridades locais.

Nos dias 30 de setembro e 2 de outubro, a Secretaria Estadual de Educação e o UNICEF realizam uma formação sobre a metodologia da Busca Ativa Escolar, com a presença de representantes da Educação de todos os municípios do estado.

Com a adesão, o Acre apoiará as redes municipais de ensino, fortalecendo a aprendizagem do estudante desde a educação infantil para que ele chegue ao ensino médio com as habilidades necessárias à sua formação.

Além da Busca Ativa Escolar de âmbitos estadual e municipal, serão acompanhados também o desenvolvimento da iniciativa Trajetórias do Sucesso Escolar, uma estratégia do UNICEF voltada ao combate à cultura do fracasso escolar e à distorção idade-série.

A Busca Ativa Escolar é requisito do Selo UNICEF para que os municípios inscritos recebam essa certificação no próximo ano. Os dados de educação revelam que o governo do Acre tem feito avanços importantes na educação e que esforços adicionais são necessários para conseguir avançar no combate à evasão escolar.

O UNICEF busca contribuir para esses avanços por meio da Busca Ativa Escolar, dos Indicadores da Qualidade na Educação (Indique) – instrumento de autoavaliação institucional que visa ao envolvimento de toda a comunidade escolar em processos de melhoria da qualidade educativa – e do Selo UNICEF.

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD/2015), mais de 26.103 crianças encontravam-se fora da escola no Acre (11,3%) e, de acordo com o Censo Escolar, 49.970 (26,9%) estavam em situação de distorção idade-série.

Busca Ativa Escolar

A iniciativa Busca Ativa Escolar é uma solução tecnológica e uma metodologia inovadora por meio da qual UNICEF, UNDIME, CONGEMAS e CONASEMS apoiam os municípios na identificação das crianças e dos adolescentes que estão fora da escola, ajudando-os a voltar às salas de aula, permanecer e aprender.

A intenção é apoiar os governos em identificação, registro, controle e acompanhamento de crianças e adolescentes que estão fora da escola ou em risco de evasão.

A Busca Ativa Escolar possibilita ao estado, a partir das informações produzidas pelos municípios, identificar as principais causas da exclusão escolar e os territórios mais vulneráveis, colaborando para o planejamento de políticas públicas específicas visando ao enfrentamento da situação. Também garante a rematrícula dos meninos e meninas sob responsabilidade educacional do estado.

A iniciativa reúne representantes de diferentes áreas – Educação, Saúde, Assistência Social e Planejamento – dentro de uma mesma plataforma. Cada pessoa ou grupo tem um papel específico, que vai desde a identificação de uma criança ou adolescente fora da escola até a tomada das providências necessárias para a matrícula e a permanência do aluno na escola.

Agenda

O quê: Solenidade de adesão do Governo do Estado à Busca Ativa Escolar
Quando: Terça-feira 1º de outubro, às 9h
Onde: Auditório da Secretaria de Estado de Educação, rua Rio Grande do Sul, 1907