ACNUR: V Seminário da Cátedra Sergio Vieira de Mello ‘Cartagena+30 e as Perspectivas da Academia’

Começa nesta quinta-feira (11) o V Seminário da Cátedra Sérgio Vieira de Mello. Com o tema “Cartagena+30 – Perspectivas da Academia”. O evento será realizado na UFRGS.

Começa nesta quinta-feira (11) o V Seminário da Cátedra Sérgio Vieira de Mello. Com o tema “Cartagena+30 – Perspectivas da Academia”, o evento de dois dias será realizado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). São 300 vagas e os interessados podem se inscrever enviando o formulário preenchido para o email ppgd@ufrgs.br com o assunto “V Encontro Nacional das Cátedras”. As inscrições também serão aceitas no dia do evento e será cobrada uma taxa R$4,00 apenas de quem quiser receber um certificado de participação.

Criada em 2003 para promover debates e ações em torno da temática de refúgio e deslocamentos forçados em toda a América Latina, a Cátedra Sérgio Vieira de Mello realiza encontros anuais e tem como objetivo firmar a temática no interesse da academia e da população em geral, buscando estabelecer um compromisso com práticas que resultem na melhoria na condição da população deslocada vulnerável.

Para os debates do V Seminário da Cátedra Sérgio Vieira de Mello, estarão presentes o secretário nacional de Justiça e presidente do Comitê Nacional para Refugiados (CONARE), Paulo Abrão, e o oficial de Proteção do Alto Comissariado da ONU para Refugiados (ACNUR) no Brasil, Gabriel Godoy, discutindo reflexões da Academia sobre o impacto da Declaração de Cartagena nas políticas de refúgio de diferentes países.

Serão abordados também os avanços e as contribuições da Declaração para o Direito Internacional dos Refugiados, o papel do Estado brasileiro nas novas iniciativas regionais, o mandato do ACNUR e a proteção dos refugiados e apátridas na América Latina.

Haverá ainda a apresentação de trabalhos acadêmicos de alunos de graduação e pós-graduação e o depoimento de refugiados, numa proposta multidisciplinar de conhecimentos.

O Seminário deste ano é especialmente relevante, pois em dezembro o Brasil sediará em Brasília a Conferência Cartagena+30. O encontro reunirá representantes de toda América Latina para analisar os desafios contemporâneos e aprovar uma nova Declaração e Plano de Ação, no qual se elencarão perspectivas e medidas para os próximos 10 anos na questão de refúgio, deslocamentos internos e apatridia.

Saiba os detalhes clicando aqui.