ACNUR se prepara para realocar milhares de refugiados do Mali

Até o momento o ACNUR não confirmou o número total de chegadas ao Níger, mas estima-se que milhares de malianos entraram no país.

ACNUR está ajudando os refugiados de Mali, como este grupo recém-chegado em Mauritânia.O Alto Comissariado da ONU para Refugiados (ACNUR) informou na última sexta-feira que juntamente com os governos de Burkina Fasso, Mauritânia e Níger, deu início ao planejamento para realocar refugiados do Mali em locais mais seguros, distantes das áreas de fronteira. “No norte do Níger, tivemos relatos de um número significativo de recém-chegados durante o fim de semana – a maioria proveniente das regiões de Anderboukane e de Menaka no Mali. Até o momento o ACNUR não confirmou o número total de chegadas ao Níger, mas estima-se que milhares de malianos entraram no país”, disse o porta-voz do ACNUR, Adrian Edwards, a jornalistas em Genebra.

Funcionários do ACNUR informaram que as pessoas estão vivendo em abrigos improvisados​​, submetidos a condições extremas de calor durante o dia e frio à noite. A situação de saúde é relativamente estável, mas há
incidências de malária, infecção ocular, diarreia e infecção respiratória. As condições de saneamento e água potável são precárias.

“Acabamos de identificar um local para criar um acampamento perto de Ouallam, uma cidade a 100 km ao norte de Niamey capital do Níger. O campo vai acolher refugiados que atualmente estão em Sinegodar e Mangaize, na região Tillabery. Alguns refugiados estão relutantes com essa remoção, já que esperam voltar para casa assim que as condições de segurança permitirem”, afirmou Edwards.

Para ler a notícia na íntegra, clique aqui.