ACNUR envia coberturas plásticas e lâmpadas solares para os sobreviventes do terremoto no Nepal

“O ACNUR é solidário ao Nepal, que ao longo dos anos tem sido um anfitrião generoso para milhares de refugiados”, completou.

Funcionários do ACNUR retiram material de depósito antes da distribuição às pessoas afetadas por um terremoto devastador no leste do Nepal. Foto: ACNUR/D.R. Uprety

Funcionários do ACNUR retiram material de depósito antes da distribuição às pessoas afetadas por um terremoto devastador no leste do Nepal. Foto: ACNUR/D.R. Uprety

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) está enviando milhares de coberturas plásticas e lâmpadas de energia solar para pessoas desabrigadas e sem energia após o terremoto devastador no Nepal.

O terremoto de sábado, que alcançou 7.8 graus na escala Richter, matou pelo menos 3.600 pessoas e deixou outros milhares de feridos, de acordo com as últimas estimativas. Espera-se que este número ainda aumente. Várias pessoas perderam as casas e estão vivendo ao relento ou em tendas em assentamentos.

Em reposta a um apelo feito pelo governo do país, o ACNUR está enviando hoje 11 mil coberturas plásticas e 4 mil lanternas movidas a energia solar. O material, estocado em um depósito em Damak, no sudeste do Nepal, seguirá para as regiões montanhosas de Ramechhap, Okhaldhunga e Sindhuli.

Ainda hoje, outras 8 mil coberturas plásticas e 4 mil lâmpadas solares sairão de Dubai para Kathmandu. O transporte será feito em um avião cargueiro fornecido gratuitamente pelo governante de Dubai, Sheikh Mohammed bin Rashid Al Maktoum. As coberturas plásticas serão utilizadas para construir ou consertar abrigos e as lâmpadas são para iluminação noturna.

“Estamos profundamente tristes por milhares de pessoas terem morrido, ficado feridas ou perdido suas casas neste desastre. Os números continuam subindo com outros tremores e com o alcance de áreas remotas pelas equipes de busca e resgate”, disse Daisy Dell, diretora do escritório do ACNUR para Ásia e Pacífico. “O ACNUR é solidário ao Nepal, que ao longo dos anos tem sido um anfitrião generoso para milhares de refugiados”, completou.

O ACNUR tem trabalhado com o governo nepalês desde o início dos anos de 1960 na assistência a refugiados da região. Atualmente, o país abriga mais de 21 mil refugiados do Butão em dois campos no sudeste do Nepal, além de outros 650 refugiados e solicitantes de refúgio em Kathmandu e áreas próximas.