ACNUR entrega bens de primeira necessidade a famílias deslocadas na Colômbia

De acordo com a Unidade de Atenção e Reparação às Vítimas, 4.162 pessoas (1.077 famílias) foram obrigadas a deslocar-se em outubro passado, um movimento massivo que afetou seis bairros da cidade.

228 famílias receberam diferentes bens de primeira necessidade numa entrega realizada e organizada pelo ACNUR em Buenaventura, Colômbia. (ACNUR)

Mais de 200 famílias deslocadas na cidade de Buenaventura, no departamento de Valle del Cauca, no pacífico colombiano, receberam na última semana de 2012 pacotes de ajuda entregues pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR). O objetivo é complementar a assistência que receberam da Unidade de Atenção e Reparação às Vítimas do Governo colombiano.

Em outubro de 2012, as famílias foram obrigadas a deslocar-se por razões de segurança para outra zona da cidade, vítimas de um fenômeno conhecido como deslocamento intraurbano.

Os pacotes entregues respondem a necessidades específicas, identificadas pela própria população deslocada, num processo participativo realizado pelo ACNUR, com o apoio da Defensoria Pública e da Igreja Católica, nas comunidades de La Carmelita e 6 de Enero.

Numa série de reuniões, em sua maioria com mulheres chefes destas famílias, o ACNUR ouviu que elas estavam alojadas em cômodos muito simples e superlotados, muitas vezes dormindo em casas de madeira, expostos à umidade da chuva ou do solo. Além disso, todas as famílias destacaram a necessidade urgente de receber mosquiteiros.

Na semana passada, o ACNUR, com o apoio da Igreja Católica, entregou 228 pacotes contendo mosquiteiros, toalhas e uma lona de plástico de 9 m². Isto ajudará a proteger os abrigos da chuva, dar mais privacidade, além de proteger da umidade as famílias que estão dormindo no chão. Em novembro elas receberam um kit de moradia e alimentação da Unidade de Atenção e Reparação às Vítimas.

De acordo com a Unidade de Atenção e Reparação às Vítimas, 4.162 pessoas (1.077 famílias) foram obrigadas a deslocar-se em outubro passado, um movimento massivo que afetou seis bairros da cidade. Em novembro, o Defensor Público convidou a Representante do ACNUR na Colômbia para acompanhar uma visita a Buenaventura e ver de perto a situação de população deslocada.

Eles percorreram os bairros de La Carmelita e 6 de Enero e se reuniram com mulheres abrigadas para conhecer sua situação e suas necessidades. Em 2013, o ACNUR continuará acompanhando estas comunidades, juntamente com a Defensoria Pública e a Igreja, em coordenação com as autoridades locais.