ACNUR e parceiros lançam relatórios em SP sobre educação de refugiados

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) lança na próxima quarta-feira (4), às 10h, na sede da Associação Compassiva (Rua da Glória, 900, São Paulo), o relatório global “Stepping Up: Refugee Education in Crisis” (Intensificando: Educação de Refugiados em Crise, em tradução literal).

O documento mostra que, globalmente, à medida que as crianças refugiadas crescem, as barreiras que impedem o acesso à educação se tornam mais difíceis de serem superadas.

Como resultado, mais da metade das crianças refugiadas em idade escolar no mundo não está matriculada em escolas. De acordo com o ACNUR, do total de 7,1 milhões de crianças refugiadas em idade escolar, 3,7 milhões não frequentam a escola.

Refugiados residentes em São Paulo. Foto: ACNUR / L. Leite

Refugiados residentes em São Paulo. Foto: ACNUR/L. Leite

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) lança na próxima quarta-feira (4), às 10h, na sede da Associação Compassiva (Rua da Glória, 900, São Paulo), o relatório global “Stepping Up: Refugee Education in Crisis” (Intensificando: Educação de Refugiados em Crise, em tradução literal).

O documento mostra que, globalmente, à medida que as crianças refugiadas crescem, as barreiras que impedem o acesso à educação se tornam mais difíceis de serem superadas.

Como resultado, mais da metade das crianças refugiadas em idade escolar no mundo não está matriculada em escolas. De acordo com o ACNUR, do total de 7,1 milhões de crianças refugiadas em idade escolar, 3,7 milhões não frequentam a escola.

Outro relatório a ser lançado na ocasião foi elaborado pela Compassiva, organização parceira do ACNUR, que apresentará dados sobre o processo de revalidação de diplomas de pessoas refugiadas no Brasil.

A revalidação de diplomas de refugiados é um elemento fundamental para a inclusão econômica e para o aprimoramento dos conhecimentos de pessoas refugiadas.

O SESC-SP também compõe a mesa de debates e apresentará dados e informações referentes à atuação da instituição no campo de educação para pessoas refugiadas, em especial sobre o projeto Refúgios Humanos, que promove discussões sobre o tema do refúgio junto a professores da rede pública municipal de São Paulo.

Uma pessoa refugiada estará presente para dar seu depoimento sobre a integração no país, considerando desafios e conquistas no âmbito da educação.

Serviço

Lançamento de relatórios sobre o contexto de educação de refugiados no Brasil e no mundo
Dia: 4 de setembro de 2019 (quarta-feira)
Horário: 10h
Local: Associação Compassiva – Rua da Glória, 900, Liberdade – São Paulo