Unidos pela reforma das Nações Unidas

O secretário-geral da ONU, António Guterres, apresentou propostas para reformar as Nações Unidas desde o início do seu mandato, em janeiro de 2017.

Para melhorar a realização do nosso mandato, as Nações Unidas estão promovendo mudanças radicais nas seguintes áreas:

Desenvolvimento. A Agenda 2030 exigirá mudanças ousadas no sistema de desenvolvimento das Nações Unidas para o surgimento de uma nova geração de equipes de trabalho nos países, centrada em uma Estrutura Estratégica de Assistência ao Desenvolvimento das Nações Unidas e liderada por um coordenador imparcial, independente e empoderado.

Gestão. Um novo paradigma de gestão para o Secretariado e para as Nações Unidas que capacita gestores e funcionários, simplifica os processos, aumenta a transparência e melhora a execução de nossos mandatos.

Paz e segurança. Os objetivos primordiais da reforma são priorizar a prevenção e sustentar a paz; Reforçar a eficácia e a coerência das operações de manutenção da paz e missões políticas especiais e avançar para um pilar único e integrado da paz e segurança.

Secretário-geral da ONU, António Guterres“O objetivo da reforma é uma ONU do século 21, focada mais em pessoas e menos em processos, mais em entrega e menos em burocracia. O verdadeiro teste da reforma será medido em resultados tangíveis nas vidas das pessoas que servimos – e na confiança daqueles que apoiam nosso trabalho.”

Secretário-geral da ONU, António Guterres
27 de novembro de 2018

Reforma das Nações Unidas

Saiba tudo sobre a reforma das Nações Unidas na página especial sobre o tema, nos seis idiomas oficiais da ONU: reform.un.org.