Abertas as inscrições de projetos para o Fundo Fiduciário das Nações Unidas pela Eliminação da Violência contra as Mulheres

Desde o último dia 25 de novembro o Fundo Fiduciário das Nações Unidas abriu o processo de seleção de candidaturas para sua 18ª edição, solicitando propostas de todo o mundo que abordem e respondam à violência contra mulheres e meninas. O prazo de envio de candidaturas é dia 22 de janeiro de 2014.

Desde o último dia 25 de novembro o Fundo Fiduciário das Nações Unidas abriu o processo de seleção de candidaturas para sua 18ª edição, solicitando propostas de todo o mundo que abordem e respondam à violência contra mulheres e meninas.

As propostas devem ter o valor mínimo de US$ 50 mil e máximo de US$ 1 milhão, para um período de dois a três anos. O prazo de envio de candidaturas é dia 22 de janeiro de 2014.

O edital completo, detalhando critérios, requisitos de elegibilidade e diretrizes de submissão de projetos está disponível em: http://grants.unwomen.org/

Sobre o Fundo

O Fundo Fiduciário das Nações Unidas de Apoio a Ações pela Eliminação da Violência contra as Mulheres (UN Trust Fund) é o principal mecanismo global multilateral de apoio aos esforços nacionais para eliminar uma das mais difundidas violações aos direitos humanos do mundo.

Criado em 1996 pela Resolução 50/166 da Assembleia Geral da ONU, o Fundo Fiduciário da ONU é administrado, em nome do Sistema ONU, pela ONU Mulheres – Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e Empoderamento das Mulheres.

Desde sua criação, o Fundo Fiduciário da ONU vem prestando importante apoio a organizações de base de mulheres, bem como a outras organizações da sociedade civil, fomentando a inovação, catalisando mudanças e mobilizando os principais atores e interessados – desde o nível comunitário até os níveis nacionais e internacionais.

Tem contribuído para romper o silêncio, antes quase universal, acerca da violência contra as mulheres, por meio de subsídios para ampliar a consciência, para defender a aprovação e implementação de leis fundamentadas em normas de direitos humanos, promover o acesso a serviços e o desenvolvimento de capacidades sustentáveis para progresso contínuo.

As/os beneficiárias/os – sejam governos ou organizações não governamentais – vêm se articulando com grande diversidade de atores, entre eles grupos de mulheres, de homens, de adolescentes e jovens, comunidades indígenas, líderes religiosos e tradicionais, organizações de direitos humanos e a mídia, em ações voltadas ao fim da violência contra mulheres e meninas.

O Fundo Fiduciário da ONU já prestou apoio a 368 iniciativas, em 132 países e territórios, num valor superior a US$ 95 milhões.