‘A educação deve estar no centro do planejamento para um futuro sustentável’, diz UNESCO

Foto: UNESCO

O papel que a educação pode desempenhar na preparação de jovens do mundo inteiro para um futuro sustentável está se tornando cada vez mais relevante, principalmente no momento em que o planeta está enfrentando crescentes desafios econômicos, sociais e ambientais, declarou a diretora-geral da Organização da ONU para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), Irina Bokova, na abertura da Conferência Mundial sobre a Educação para o Desenvolvimento Sustentável, nesta segunda-feira (10).

“Tecnologia, regulamentações políticas e incentivos financeiros não são suficientes para alcançar o desenvolvimento sustentável. Nós precisamos mudar a forma como pensamos e agimos, como indivíduos e como sociedade”, disse Bokova. “Este é o objetivo da educação para o desenvolvimento sustentável”, acrescentou.

A Conferência Mundial, realizada em em Aichi-Nagoya, no Japão, terminará na próxima quarta-feira (12) e reúne mais de mil participantes, entre eles, representantes de mais de 100 países. O objetivo é fazer um balanço das ações realizadas globalmente durante a Década da Educação para o Desenvolvimento Sustentável (2005-2014) da UNESCO, e levantar questões sobre os desafios que a comunidade internacional irá enfrentar nos próximos anos.

Na ocasião, a UNESCO apresentou o relatório “Construindo o Futuro que Queremos“, como parte da avaliação da Década. Através de questionários respondidos por 70 países, a agência verificou que dois terços destes países já têm uma estratégia nacional de educação para o desenvolvimento sustentável ou plano em prática. Segundo a agência da ONU, estes dados indicam um maior reconhecimento mundial sobre a educação como uma ferramenta fundamental para as sociedades buscam alcançar esse objetivo.