25 anos após o acidente de Chernobyl, ONU homenageia vítimas e ressalta necessidade de ajuda na região

As Nações Unidas prestaram homenagens nesta terça-feira (26/04) às vítimas do desastre da usina de Chernobyl, o pior acidente nuclear da história. O acidente, que completou 25 anos, afetou cerca de seis milhões de pessoas e deixou mais de 300 mil deslocadas. A organização reiterou a necessidade de ser dada maior ajuda às comunidades afetadas no Belarus, Rússia e Ucrânia.

25 anos após o acidente de Chernobyl, ONU homenageia vítimas e ressalta necessidade de ajuda na regiãoAs Nações Unidas prestaram homenagens nesta terça-feira (26/04) às vítimas do desastre da usina de Chernobyl, o pior acidente nuclear da história. O acidente, que completou 25 anos, afetou cerca de seis milhões de pessoas e deixou mais de 300 mil deslocadas. A organização reiterou a necessidade de ser dada maior ajuda às comunidades afetadas no Belarus, Rússia e Ucrânia.

“O aniversário de Chernobyl é uma ocasião para lembrar do custo humano do desastre, como também para fazer um balanço dos problemas persistentes”, declarou a Embaixadora da Nicarágua e Presidente interina da Assembleia Geral, Maria Rubiales de Chamorro, em um encontro especial realizado pelo órgão. Ela afirmou também que é hora de procurar soluções para as comunidades afetadas, que precisam de ajuda em áreas como investimento e desenvolvimento socioeconômico.

Em uma declaração para observar a data, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, lembrou do heroísmo dos bombeiros e trabalhadores de emergência, bem como o sofrimento de milhares de pessoas que afetadas pela contaminação. “Seus sacrifícios não devem ser esquecidos; seu sofrimento não pode deixar de ser negligenciado”, afirmou. No encontro da Assembleia Geral, Ban falou que o aniversário, bem como o acidente na usina de Fukushima (Japão) ocorrido em março deste ano, pedem por um amplo debate global sobre como alcançar o uso pacífico da energia nuclear.

Em uma mensagem para a abertura de uma exposição de fotos em Nova York (EUA) sobre o aniversário do acidente, o Secretário-Geral se comprometeu em manter a questão da segurança nuclear em destaque na agenda internacional. “Ao trabalhar para garantir que a energia nuclear seja utilizada de maneira pacífica e segura, estaremos honrando a memória das vítimas de Chernobyl e de seu heróis”, completou.